Vinícius Cugler Magueta

VINÍCIUS C. MAGUETA, 23 anos, da cidade de Praia Grande/SP. Fornado no Curso de Licenciatura em Teatro/Arte-Educação, na Universidade de Sorocaba. Ator, diretor e artista circense (malabares, trapézio, acrobacia, clown, etc). Pesquisador de suspense teatral, com monografia apoiada pela FAPESP no estudo do "serial-killer" Roberto Zucco de Koltès. Além de arte-educador, é também professor de técnicas circenses e diretor teatral.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Falando sobre teatro!


Estive pensando e me questionando sobre algumas coisas nestas duas ultimas semanas, principalmente graças ao workshop que estive fazendo nos dois fins de semana passados com Luciano Sabino!
A palavra de agora em diante será PLENO! Além de todas as técnicas e estudos sobre interpretação e toda a gama de códigos que abrengem o teatro, o foco a partir de agora será estar sempre DISPONÍVEL E PLENO!
Aconteceu um caso bem bacana comigo também... Normalmente ficamos nervosos antes e, as vezes, durante a cena, mas, este fim de semana gravei uma cena que fiquei muuuuuito nervoso DEPOIS da cena, estive super calmo antes e durante, mas depois, fiquei realmente muito nervoso, algo que nunca tinha me acontecido antes! Me questionei, a conclusão foi que, isso é otimo, porque no momento em que estive nervoso, percebi que não lembrava definitivamente nada da cena, depois de feita e isso quis dizer que estava tão envolvido com a cena e deixei de estar lá para estar meu personagem, ou seja, estava inteiro, disponivel e pleno no meu trabalho!
Portanto guardem o norvosismo para o pós-cena e não antes!
Bom, tenho mais outras coisas para falar sobre como foram estas duas ultimas semanas para mim, muita coisa mudou e outras se confirmaram, então, escreverei, mas não hoje!
Mas, para amarrar tudo isso que penso, deixarei uma reflexão que o próprio Luciano Sabino escreveu e me passou! Achei muito interessante!

"Como trabalhar a inconpreensão? O inexistente? Aquilo que você sabe que existe, mas não existe ainda em você? Como trabalhar o vazio do desconhecido? Como desconhecido? Claro, eu não sei tudo... e o que fazer? Você sabe que é inevitavel o seu preenchimento. Como preenche-lo? Quais fontes? Que caminhos buscar? Em que velocidade? Ultrapassar ou ser ultrapassado? Quem sabe... nem um, nem outro? Quantas perguntas?!!! E... elas não param...! E elas não passaram. Ainda bem. COMO!!! Claro. Os fundamentos da busca, da compreensão... nem que mínima, ainda estão por vir. Por onde? Pela pesquisa. Pela consciência de que as coisas e as conquistas não são eternas... são transitórias e não absolutas. O que vale hoje... amanhã, quem sabe!!! Culpa do sistema... Deixa de bobagem... Este, já é um começo! Acreditar que você tem critérios... BUSCAR, CONHECER, ARRISCAR. ... mas não se esqueça de se preparar. Pra saber fazer o bolo, precisa se conhecer os ingredientes. Ou pelo menos, aqueles que você aposta. Acreditar nos seus critérios. Observar os critérios daqueles que você admira. Daqueles, que você teve oportunidade de trabalhar, de conviver, de aprender.
ATENÇÃO!!!!!!!!!!
Não se esqueça que você é um artista.
Artistas tem propósitos. Nobres? Deveriam ser. Vamos conseguir atingi-los? É complicado demais, poderia-se dizer... Eu tenho muitos problemas, muitas dúvidas e muitas aspirações. Mas por que não?
SUCESSO. TENHO DE FAZER SUCESSO!!!!!
Claro, todos queremos.
Mas o sucesso pode ser efêmero... E desprezível.
Aonde você quer se integrar?
Somos uma parte de uma grande emgrenagem. E eu adoro. ÉTICA. POSTURA.
Ahhh!!!!..., já temos um bom meio. Estudo, consciência. Fé. Crença em você e naquilo que você acredita. O mundo gira. Aonde você quer ficar???"
Luciano Sabino
.
Preocupações sempre existirão... agora temos uma escolha "pós-cena"... Auto-punição ou crescimento a partir dos próprios erros!
Quem você se julga ser com você mesmo? Aquele que depois da cena chora pelos erros que cometeu na mesma ou aquele que se questiona e aprende pelos mesmos erros da cena?
Outro pensamento: Lembre-se sempre! VOCÊ PRECISA SER VISTO PARA SER LEMBRADO!
Portanto faça o máximo de amigos possivel, seja educado e amigos de todos os tipos e trabalhos, não é porque você faz teatro que só quer ter amigos de teatro!
E definitivamente não seja "interesseiro"! Tenho amigos para realmente tê-los, não por interesse!
Enfim... amanhã tem mais!
Mas por ultimo:
ESTUDEM, estudem e estudem mais, porém... definitivamente... PRATIQUEM!

3 comentários:

Fleur disse...

sem palavras.
adorei. fiquei arrependida de não ter podido participar do workshop! rs

beijo

*Cassy* disse...

Olá =D

Fiquei muito interessada e curiosa sobre essa sua experiência de ficar muito nervoso depois de ter feito uma cena!
Nunca tinha imaginado o nervosismo desse modo, você me ajudou a abrir a cabeça para enxergar mais um novo horizonte, as emoções que se podem ter no período pós-cena.

Bastante interessante o seu texto!
Gostei de você ter compartilhado essa experiência.

Beijão ;D

marga disse...

Adorei o blog. Adoro tudo relacionado a teatro, fiz peças por um bom tempo, agora dei uma parada mas nunca deixei de gostar, trabalhei por muito tempo com a ex diretora assistente da Bibi Ferreira. Abraço.